A Era do People Analytics: a revolução do RH sustentável


|
1 comentário

Por Helena Ribeiro 02/2017
Você já ouviu falar em “People Analytics”? O ano de 2017 será um marco para que este conceito seja definitivamente difundido, principalmente junto aos Gestores de RH e alta administração.
Os dramas da retenção de talentos e contratações serão minimizados ou até mesmo solucionados com o “People Analytics”. Isso mesmo, o capital humano deixará de ser uma variável intangível.
E os impactos econômicos das contratações mais assertivas poderão ser mensurados com uso do SIMULA, software em apoio People Analytics, desenvolvido pela Integrare, startup de Campinas, nascida (spin-off) do GAIA/CTI, um dos mais importantes centros de pesquisa do País nesta área.
A agenda de capacitação dos gestores de RH e demais gestores estratégicos para usar o software é prioridade do time da Integrare.

A Razão Humana Consultoria é parceira comercial e estratégica deste projeto, fazendo a ponte junto aos gestores de RH de grandes empresas no Brasil.

O People Analytics coleta informações em vários bancos de dados, podendo ser automatizado ou manual, e dá as respostas precisas para os gestores de RH interessados em saber a respeito do perfil pessoal e profissional do futuro colaborador que está em processo de contratação, por exemplo, entre outras diversas aplicabilidades.

A mesma lógica se aplica nas análises de retenção de talentos para que os times de alta performance continuem superando metas.

O mais interessante é que as análises contemplam o ambiente onde os colaboradores estão inseridos.

Os indicadores e conteúdos em níveis de relevância que são inferidos, ou seja, inseridos pela área de RH no software, permitem que as respostas cheguem com precisão.

Os modelos matemáticos de um software de People Analytics permitem também rastrear as informações em Big Datas. Tudo é feito de forma lógica, valendo-se dos algoritmos previamente programados para devolver as tais respostas.

No SIMULA, a capacidade de processar as informações em várias fontes e obter respostas a partir da simulação de cenários futuros é a chave das análises e sucesso dos indicadores tangíveis.

O assunto é extenso e estaremos produzindo uma série de artigos. Mas para resumir, People Analytcs é uma abordagem quantitativa para melhorar a gestão do capital humano.

Esta é a síntese da definição deste conceito, segundo Wharton, da escola de negócios da Universidade da Pensilvânia, nos Estados Unidos.

Quem quiser saber mais, acesse o site da Razão Humana Cursos de People Analytics

Consultora Helena Ribeiro
Pós-Graduada em Gestão Estratégia Global de Negócios, Bacharel em Adm. de Empresas, Coach e Analista DISC.
Empresária, Fundadora da RAZÃO HUMANA Consultoria, Executive Coach, Consultora, Palestrante, Escritora e Colunista.
Autora do livro: VOCÊ, a Águia e a Natureza – O Despertar Experiencial do VOCÊ S.A.,
Coautora do MANUAL DE COACHING – O GUIA DEFINITIVO PARA O ALCANCE DE RESULTADOS E MUDANÇA DE VIDA
Coautora do livro: COACHING – grandes mestres ensinam como estabelecer e alcançar resultados extraordinários em sua vida pessoal e profissional, entre diversos artigos publicados.
Blog: http://www.helenaribeiro.com/

Deixe um comentário


  • Krasnova1984 disse:

    Too much that needs to be known remains unknown. Data could be used better to improve lives and increase the power and control that citizens have over their destinies. Data is a resource, an endless source of fuel for innovation that will power sustainable development, of which we must learn to become effective and responsible stewards. Like any resource, it must be managed for the public good, and to ensure that the benefits flow to all people and not just the few. Data must be available, and must be turned into the information that can be confidently used by people to understand and improve their lives and the world around them.