Ferramenta DISC


DISC – APRI Análise da Percepção e Reação Individual

 

FUNDAMENTAÇÃO TEÓRICA

 

O modelo conceitual que sustenta o APRI (Análise de Percepção e Reação Individual) tem suas origens nas formulações do psicólogo americano William Moulton Marston , publicadas em seu livro Emotions of Normal People em 1928. Seus conceitos visavam, originalmente, compreender e sistematizar modelos de interação entre os indivíduos e seus ambientes. Duas proposições são básicas em sua obra: uma é biossocial, destacando a interdependência das emoções, ações e ambientes. A segunda se refere aos diferentes mecanismos utilizados pelas pessoas em sua busca pelo prazer e harmonia, e consequente afastamento da dor, hostilidade e desprazer. Os fatores comportamentais representam, nesse contexto, modalidades básicas de reação comportamental a partir da percepção (mais hostil ou amigável) que o sujeito tenha de seu ambiente. Suas formulações deram origem ao DISC.

DISC

DOMINÂNCIA: Objetivo, direto, assertivo, orientado a resultados, etc
INFLUÊNCIA:Comunicativo, persuasivo, orientado a pessoas, etc.
ESTABILIDADE: Organizado, persistente, amável, paciente, etc.
CONFORMIDADE: Preciso, detalhista, lógico, cuidadoso, etc.

 

Através de um formulário, onde são disponibilizados ao indivíduo, adjetivos que codificam os padrões e valores sociológicos, o mesmo terá de escolher entre quatro desses adjetivos, utilizando uma escala de intensidade, marcando com um sinal de (+) o que ele percebe mais intenso em si mesmo, e com um sinal de (-) o que ele percebe menos intenso em si mesmo e deixando em branco dois dos adjetivos. Esse processo será repetido por vinte e quatro vezes.

 

Como não é uma avaliação, portanto não havendo respostas certas ou erradas, o indivíduo perde a possibilidade da utilização da conveniência em suas respostas.

 

Mas caso não seja compreendida esta sistemática de preenchimento, a ferramenta APRI, está habilitada na identificação de qualquer inconsistência na resposta do indivíduo, solicitando ao mesmo, um novo preenchimento, e assim será feito até que se obtenha um resultado consistente.

 

Assim sendo, com a tabulação dessas informações, obtém-se uma descrição acurada da estrutura de Percepção e Reação desse indivíduo, em função da combinação dos fatores comportamentais descritos por William Moulton Marston, em que demonstra que os adjetivos escolhidos (+ e -) pelo indivíduo através da ferramenta, oferecem uma visão de como este indivíduo, no processo de sua formação sociológica primária, utilizando representações de adultos referenciais, definiu sua maneira de perceber e reagir sobre o ambiente.

 

Portanto, não se trata de um teste avaliativo, pois a análise gera um resultado final que posicione o indivíduo em uma categoria relacionada pelo conceito DISC. As respostas do sujeito são autorreferente e absolutamente individuais. A estrutura resultante é, portanto, um produto da percepção do indivíduo construída através de sua formação sociológica primária.

Leia o artigo escrito pela Executive Coach Helena Ribeiro sobre as aplicabilidades do DISC.

O Que É DISC?

 

 

No mercado existem várias ferramentas de assessment pautada no DISC, entre elas o DISC APRI que é ofertado pelo nosso parceiro da Prospeto Consultoria.
Caso você tenha interesse em maiores informações sobre DISC e para facilitar a nossa comunicação, visite o site do nosso parceiro, a Prospeto Consultoria e Assessoria http://prospeto.com.br/ e fale diretamente com o consultor Gordiano.